Lembrando a cruz


Eu só quero chorar,
Me sinto sufocar no peito,
Procuro mil formas de descobrir um jeito,
De poder novamente me alegrar,
Mas o sorriso sumiu, coberto pelo choro,
Que talvez até me sirva de consolo.

Estou no mundo, mas pareço sozinho,
Ninguém compreende as minhas lamúrias,
Cheguei até mesmo ouvir de que eram frescuras,
E incompreendido me sinto sem caminho,
Porém, gostaria apenas de ser ouvido,
Mas como ninguém me escuta, guardo comigo.

Mas a noite não acabou, ainda não amanheceu,
E entre um pensamento e outro estou eu,
Quando em um momento, neste sofrimento,
Como uma lâmpada que acende vejo uma luz,
Uma esperança então ressurge entre as dúvidas,
Quando olho para o alto e me lembro da cruz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário