NÃO VAI ADIANTAR


Se eu não gostar de mim,
Pensar em coisas ruim,
Achar que é o fim,
Não vai adiantar.

Lutar contra a maré,
Depois morrer sem fé,
Viver como sem vida, só pensando nas feridas,
Que alguém me causou,
Não vai adiantar.

Seguir os meus caprichos,
Jogar tudo no lixo e aposentar meus projetos,
Deixar todos os planos, achar que foi tudo engano e desanimar,
Não vai adiantar.

Deixar que a tristeza fique, deixar o barco ir a pique,
E apenas chorar, lamentar.
Viver na ilusão, pra tudo dizer um não,
Sem ter forças pra caminhar,
Não vai adiantar.

Viver na displicência, sem ter nenhuma crença
E só choramingar,
Querer apontar defeitos, sem nada procurar ter feito,
Não vai adiantar.

Esquecer o que passou, tudo que se conquistou,
Quando superou o fracasso, quebrou todos os laços,
Que muito o fez prosperar.

Seria sofrer dobrado, dá moleza ao pecado,
Pra o inimigo se alegrar,
Mas é hora de ficar de pé, acrescentar mais a fé,
Pois se não fizer assim, NÃO VAI ADIANTAR.

Timóteo, 04 de janeiro de 2008.
01:00 hs

Nenhum comentário:

Postar um comentário